clayber-hector
foto2
foto7
foto8
foto1
foto5

Quem é
Clayber

de Souza

"Considerado entre os dez melhores harmonicistas do mundo, com diploma concedido em 1979 pela Fábrica de Gaitas Hohner, Clayber pertence a escola moderna de ‘Toots Thielemans’ e seu estilo é inusitado."

Inusitado, pois além de contrabaixo e diversos instrumentos de percussão, Clayber executa 40 tipos diferentes de harmônicas e, em arranjos especiais, pode executar até seis instrumentos simultaneamente.

Com 63 discos e CD’s,gravados em todo o mundo, mais 2 DVDs gravados ao vivo e 2000 jingles de propaganda, Clayber já atuou ao lado de Oscar Peterson, Johnny Mathis, Flora Purin, Hermeto Paschoal, Airto Moreira, César Camargo Mariano, além de ter integrado grupos como: Sambossa-5, os trios Sambalanço, Jongo e Sambrasa.

Há 60 anos no exercício da harmônica de boca, Clayber joga toda a sua experiência em um método próprio de ensino no qual o aluno pode suprir todas as dificuldades utilizando-se de mais de 600 play backs como processo de motivação.

Blues, countries, chorinhos, jazz, valsas e clássicos populares fazem parte do Método de Gaitas de Boca do mestre.

Em 1993 apresentou-se no Teatro Municipal de São Paulo, juntamente com a Orquestra Sinfônica de Repertório, sob a regência do maestro Jamil Maluf com a peça sinfônica “Street Music” do compositor americano Willian Russo - foi o tema escolhido para a participação do Ballet da Cidade. Clayber tocou como solista convidado, com as gaitas diatônicas (Blues) e assim, foi o primeiro gaitista sul-americano a participar de um evento desta magnitude.

É diplomado pela Academia Brasileira de Arte e Cultura como instrumentista e professor de gaitas de boca. Recebeu também o diploma de "Melhor Gaitista do Brasil" da Fábrica de Gaitas Hering, além da Comenda da Grã-Cruz, pelo Instituto Cultural da Fraternidade Universal.

Trabalhou como gaitista e contrabaixista durante 8 anos em 35 países das Américas do Sul, Central e Norte, além da Europa, Ásia, Oriente Médio e África.

Hoje participa dos espetáculos "Revolução Constitucionalista de 1932 - Os sons da guerra", "Show do Jingle" uma retrospectiva da história da propaganda brasileira, além ter shows próprios: "Clayber de Souza - Gaitas in Concert", "Clayber de Souza Trio", com Gabriel Deodato (violão sete cordas) e Odair Marcelo (bateria), é integrante do quinteto "O Scaravelho" com Héctor Costita (sax), Aluísio Pontes (piano), João Parahyba (percussão) e Giba Pinto (baixo).

Apresenta-se também em dupla, tanto com o pianista Aluísio Pontes, como com o guitarrista Jesus Bertolini (Just Two).

Clayber de Souza © 2020 - VipDesign Web&Graphic Art